Free CursorsMyspace LayoutsMyspace Comments
BLOG GRILO FALANTE: Agosto 2011

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Projeto de Leitura para escola - ensino fundamental


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

CONCURSO PARA PII E PROFESSOR DE GEOGRAFIA

Concurso Público para o Magistério Municipal - Professor II / 2011

EDITAL REGULAMENTADOR DO CONCURSO, publicado no D.O. Rio de 18 de agosto de 2011.

http://www0.rio.rj.gov.br/concursos/




quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Educação e Sociedade (Parte 2/2)


Educação e Sociedade (Parte 1/2)


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

História para o dia dos pais:

Na Romênia, um homem dizia sempre a seu filho:


- "Haja o que houver, eu sempre estarei em seu lado".


Houve, nesta época um terremoto de intensidade muito grande, que quase arrasou as construções lá existentes nesta época.


Estava nesta hora este homem em uma estrada.
Ao ver o ocorrido, correu para casa e verificou que sua esposa estava bem, mas seu filho nesta hora estava na escola. Foi imediatamente para lá. E a encontrou totalmente destruída. Não restou, uma única parede de pé...

Tomado de uma enorme tristeza ficou ali ouvindo, a voz feliz de seu filho e sua promessa. ( não cumprida)


..." Haja o que houver: eu estarei sempre a seu lado".


Seu coração estava apertado e sua vista apenas enxergava a destruição.


A voz de seu filho e sua promessa não cumprida o dilaceravam.


Mentalmente percorreu inúmeras vezes o trajeto que fazia diariamente segurando sua mãozinha.


O portão ( que não mais existia)...


Corredor...


Olhava as paredes, vendo aquele rostinho confiante...


...passava pela sala do 3º ano, virava o corredor e o olhava ao entrar. Até que resolveu fazer em cima dos escombros, o mesmo trajeto.


Portão...


Corredor...


Virou a direita...


E parou em frente ao que deveria ser a porta da sala. Nada! Apenas uma pilha de material destruído.


Nem ao menos um pedaço de alguma coisa que lembrasse a classe.


Olhava tudo... desolado...


E continuava a ouvir sua promessa:


- "Haja o que houver, eu sempre estarei com você".


E ele não estava...

Começou a cavar com as mãos.


Nisto chegaram outros pais, que embora bem intencionados, e também desolados, tentavam afastá-lo de lá dizendo:


- Vá para casa. Não adianta, não sobrou ninguém.


- Vá para casa.


Ao que ele retrucava:


- Você vai me ajudar?


Mas ninguém o ajudava, e pouco a pouco, todos se afastavam.

Chegaram os policiais, que também tentaram retirá-lo dali, pois viam que não havia chance de ter sobrado ninguém com vida. Haviam outros locais com mais esperança.

Mas este homem não esquecia sua promessa ao filho, a única coisa que dizia para as pessoas que tentavam retirá-lo de lá era:


- Você vai me ajudar ?


Mas eles também o abandonavam.


Chegaram os bombeiros, e foi a mesma coisa...


- Saia daí, não está vendo que não pode ter sobrado ninguém vivo? Você ainda vai por em risco a vida de pessoas que queiram te ajudar pois continuam havendo explosões e incêndios.


Ele retrucava :


- Você vai me ajudar?


- Você esta cego pela dor não enxerga mais nada. Ou então é a raiva da desgraça.


- Você vai me ajudar?

Um a um todos se afastavam.

Ele trabalhou quase sem descanso, apenas com pequenos intervalos, mas não se afastava dali.


5 hs / 10 hs / 12 hs/ 22 hs / 24 hs /30 hs...


Já exausto, dizia a si mesmo que precisava saber se seu filho estava vivo ou morto. Até que ao afastar uma enorme pedra, sempre chamando pelo filho, ouviu:


- Pai ...estou aqui!


Feliz, fazia mais força para abrir um vão maior e perguntou:


- Você está bem?


- Estou. Mas com sede, fome e muito medo.


- Tem mais alguém com você?


- Sim, dos 36 da classe, 14 estão comigo; estamos presos em um vão entre dois pilares. Estamos todos bem!


Apenas se conseguia ouvir seus gritos de alegria.


- Pai, eu falei à eles:


- Vocês podem ficar sossegados, pois meu pai irá nos achar. Eles não acreditavam, mas eu dizia a toda hora...


- "Haja o que houver, meu pai, estará sempre a meu lado".


- Vamos, abaixe-se e tente sair por este buraco.

- Não! Deixe eles saírem primeiro...

- Eu sei que haja o que houver... você estará me esperando!


(Esta história é verídica)



(GENTE NÃO SEI DE QUAL BLOG EU TIREI ESSA HISTÓRIA, MAIS AGRADEÇO DESDE JÁ PELA COLABORAÇÃO)


GANHEI, GOSTEI, POSTEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Extraído de: Opinião e Notícia - 19 de Julho de 2011

Acesso 28 de julho de 2011 às 19:01h.

 
O fim do caderno de caligrafia!

Vem provocando polêmica nos EUA nas últimas semanas uma recomendação do Departamento de Educação do estado de Indiana dizendo às escolas que deixem de ensinar as crianças a escreverem com letra cursiva, considerada ultrapassada, focando-se apenas na prática da letra de forma.


"As escolas devem decidir se pretendem ensinar letra cursiva, mas recomendamos que deixem de ensinar e se foquem em áreas mais importantes. Também seria desnecessário encomendar apostilas que ensinem letras cursiva", diz um memorando do Departamento de Educação de Indiana.

Outros estados devem fazer o mesmo O argumento é de que atualmente as crianças praticamente não precisam mais escrever com caneta ou lápis. Tendo em vista que quase toda a comunicação acontece hoje por meio de letras de forma nos celulares e computadores, seria mais importante elas aprenderem a digitar mais rapidamente.

Tornado facultativo, o ensino da letra cursiva deverá ser definitivamente banido de Indiana nos próximos anos, uma decisão que pode ser seguida por mais de 40 outros estados norte-americanos que também consideram esta forma de escrever ultrapassada.