Free CursorsMyspace LayoutsMyspace Comments
BLOG GRILO FALANTE: Abril 2010

terça-feira, 27 de abril de 2010

blog da beta

blog da beta



Técnicas de Arte

Pintura mágica: Desenhar com uma vela branca sobre o papel à vontade. Depois, colorir todo o papel com guache ou anilina. Os traços da vela sobressaem, revelando o desenho.



Pontilhismo: Com canetinha, colorir todo o desenho fazendo apenas pontinhos com a mesma.Pintura soprada: Colocar um pouco de guache sobre o papel. Com um canudinho, a criança sopra a tinta em direções variadas, formando um bonito efeito.



Pintura esponjada: Recortar vários quadrados de esponja. Pedir que molhem a esponja em tinta e batam delicadamente sobre o papel. Você tambem pode dar forma à esponja.Pintura com giz de lousa colorido embebido em cola.



Raspas de giz e algodão: Raspar um pouco de giz de cera, espalhar sobre o papel o pó e espalhar utilizando algodão.



Desenho com materiais variados:

Desenho com carvão.

Desenho com cotonete: cobrir um pedaço da folha com canetão hidrocor. Depois, embeber um cotonete em álcool (pouco) e desenhar. O álcool vai "apagando" um pouco a caneta, permitindo que o desenho apareça.


Pinturas com bolas de gude: Coloque tinta guache em alguns potes rasos ou vasilhas pequenas, apenas o necessário para cobrir o fundo. Jogue dentro algumas bolinhas de gude.

Coloque uma folha de papel dentro de uma caixa onde ela se encaixe perfeitamente (se faltar espaço, a folha amassa, se sobrar espaço, a caixa vai ficar cheia de tinta e a folha vai "dançar", pintando o lado de trás do papel). Peça que a criança pegue com uma colher as bolinhas e as jogue dentro da caixa e ...... sacuda a caixa para os lados. As bolinhas vão desenhar linhas sobre o papel, criando um efeito "teia de aranha". Pode-se usar essa técnica de diversas maneiras: apenas uma cor de tinta, várias cores ou preto sobre branco


Falso Vitral: Pode ser feito sobre um modelo para compreender e desenvolver a técnica. Nesse caso, faz-se um esboço em papel Report comum. Depois que os alunos dominarem a técnica, podem criar seus próprios desenhos. Nessa etapa do trabalho, é interessante que utilizem papel vegetal, pois depois de prontos, os falsos vitrais podem ser colocados sobre o vidro da janela da sala e terão um efeito maravilhoso quando receberem a luz do sol. A técnica consiste em contornar o desenho usando caneta preta permanente (para evitar que borre no contato com a tinta) e depois preencher com caneta hidrográfica, lápis de cor ou tinta plástica. No segundo caso, deve-se evitar o uso do branco e do preto, pois são opacos e o trabalho perde o efeito de vitral.

Atividades Fundamentais:

· Observação e identificação de obras de grandes artistas e sua biografia.

· Apreciação de suas produções e das dos colegas por meio da observação e leitura de elementos da linguagem plástica.

· Leitura de obras de arte a partir da observação, narração, descrição e interpretação de imagens e objetos.

· Apreciação das artes visuais e estabelecimento de correlação com as experiências pessoais.

Sugestões de Trabalhos Manuais

Fantoches de papel ofício - A atividade proposta objetiva desenvolver a criatividade aproveitando para integrar as áreas de estudo.Pensamos em algo lúdico e que se possa fazer com materiais simples.

Material Necessário:

· Folhas de papel ofício de sua preferência;

· Papeis coloridos;

· Sucatas variadas e outros materiais disponíveis na escola ( de sua preferência );

· Cola;

· Tesoura;

· Revistas velhas;

· Canetas hidrocor.

Como fazer:

Dobre e cole o papel ofício, formando um saco ( veja figura ) esta será a base do fantoche. Para utilizá-lo você deve colocar a mão dentro do saco. Decore como quiser - pode ser apenas o rosto do fantoche, ou pode ser o corpo inteiro. Podem ser usados papéis ofício coloridos para a base do fantoche e sucata + material disponível na escola para criar o personagem. Pode propor aos alunos que criem livremente ou direcionar para algum tema que deseja explorar mais.Brincar com os fantoches de dramatização é básico porém fundamental. Para alunos já alfabetizados pode ser proposto que escrevam seus roteiros para o teatro.

Para alunos de Educação Infantil é ideal nomear cada fantoche e separar por grupos em comum. Trabalhar as cores e proporções dos mesmos também é importante.Enfim... um trabalho interdisciplinar bastante simples e lúdico.


Cartão para os alunos confeccionarem:

· Escolha um papel de sua preferência e corte em forma retangular, de coração ou outra que lhe agrade.

· Com ajuda de um furador, fure em volta de todo o papel

· Escolha uma fita da cor de sua preferência.

· Em zigue zague contorne todo o cartão finalizando com um laço – conforme a figura.

· Escreva a mensagem com uma caneta hidrocor permanente.

Anilina e cola: Passe cola branca sobre o papel ou goma arábica, pingue com conta-gotas a anilina. Depois passe um pente, escova ou um garfo sobre o desenho e terá efeitos curiosos.

Pintura desbotada: Pinte uma cartolina com uma ou mais cores de anilina, deixe secar, depois com cotonete molhado em água sanitária, faça o desenho. A cartolina pode ser substituída por papel de seda (exige muito cuidado com o manejo). Fica bem legal.

Receitas de Tintas:

1 - Ingredientes:

* anilina

* cola branca

* água

Misture tudo e dose a àgua para obter a consistência desejada.

2 - Ingredientes:

* pó de pintor

* cola

* água

* glicerina

Para uma medida de pó, uma medida de cola, acrescentar água aos poucos, bata bem até obter uma pasta cremosa e consistente. Coloque uma colher de glicerina e continue batendo, guarde em vidros bem fechados.

3 - Ingredientes;

* tinta guache

* cola

Misture as duas e terá uma cola colorida, com um efeito muito legal se quiser acrescentar glitter.

Pintura sobre diferentes materiais

Pano

Papel pardo

Papel camurça

Lixa

Nanquim guache anilina

giz molhado na cola

Tirando impressão do chão do quintal, banheiro, corredor monotipia no tabuleiro e óleo aguada de anilina e depois de seca desenhar com giz colorido pintura com bandeja de “frios”.Eles desenham na bandeja com palito de churrasco, depois passam a tinta e carimbam o papel.

Confecção de massinha

Pintura dobrada

Dança das tintas

Pintura com cola e anilina

Pintura com goma arábica e anilina

Fazer lápis de cera

pintura com música .

Colocar uma música clássica cada criança só poderá pintar com a cor que o maestro falar e no momento que ele falar seu nome.

Colocar papel crepom em uma tigela com álcool .Depois que descolorir usar como tinta
Antes de realizar propostas de artes , colocar aventais e jornais nas mesas Berçário I e II sempre realizar propostas com papéis grandes Se colocar material para secar na janela, colocar jornal

•mosaico – recorta-se quadrados de crepom de várias cores e molha-os um a um e deixe que coloquem os quadrados sobre a folha, fazendo assim um mosaico.Ao secar, retira-se o papel crepom.
•Texturas – Oferece-se diferentes tipos de papéis , com texturas variadas ( lixa, camurça, EVA, ...) para criação (recorte e colagem).•Gotas coloridas – Pintura com conta gotas.

•Pintura com esponjas – molha-se as esponjas em diversas cores e pinta- se com elas.

•Riscos e pontos – As crianças só poderão desenhar utilizando

.•Monotipia - espalha-se tinta guache pela mesa e pede-se para criança fazer um desenho ali. Com o papel, vc imprime o desenho, ou seja coloca a folha por cima e dê uma leve pressionada, quando retira-se a folha o desenho q a criança fez na mesa estará na folha coloca porções de guache (cores variadas) no oficio duplo e sobre a tinta abre um saco plástico TRANSPARENTE E solicita p/ as crianças espalharem a tinta pressionando o plásico.As crianças adoram essa arte pois elas apreciam o movimento das cores e suas misturas.Qualquer dúvida deixe um scrap p/ mim que respondo.



A arte de pintar: usar diferentes meios e suportes

TINTA SURPRESA.Papel laminado fazer pingos de tinta, dobrar a folha ao meio em seguida abrir para ver o desenho forma.

PAPEL CAMURÇA PARA DESENHAR.Desenho livre em papel camurça com giz de cera. Colar em folha sulfite A3
DAR UM PEDAÇO DE BARBANTE PARA QUE ELES COLEM COMO QUISER. No dia seguinte passar a tinta guache.

COLAR O BARBANTE COMO INTERFERÊNCIA.

LINHA,CIRCULO, SINUOSA.

PAPEL DOBRADURA COLORIDO.Desenhar com canetinha.
PALITOS DE SORVETE. Colar palito de sorvete e completar.

PAPEL LAMINADO COLORIDO.Desenho usando álcool.

PAPEL CAMURÇA COLORIDO. Desenhar com giz de cera.

LIXA FAZER DESENHO LIVRE. Depois de pronto colar esta lixa em uma folha de A3

DESENHAR COM COLA E JOGAR AREIA COLORIDA.Fazer desenho com a cola, antes de secar jogar areia.

GIZ BRANCO OU COLORIDO:Desenhar no chão do pátio.

TINTA PLÁSTICA COLORIDA. Desenhar figuras com a tinta plástica deixar secar. No dia seguinte pintar as figuras que se formaram.

RECORTE E COLAGEM COM PAPEL PICADO COM AS MÃOS. Dar papel laminado pedir que recortem e cole na sulfite.

PALITOS DE SORVETE.Colar palito de sorvete e completar.(formando figuras)

COM MOLDES.Colocar molde na folha passar tinta a dedo, retirar o molde e completar a figura.

BRANCO NO PRETO. No papel branco pintar com tinta preta.

PRETO NO BRANCO. No papel preto fazer desenhos usando tinta branca.

ESTÊNCIL.Fazer desenhos no estêncil e depois passar na água.No dia seguinte pintar as figuras que se formaram

TINTA E CREME DENTAL.Misturar tinta a dedo com pasta de dente e fazer um desenho

CARVÃO.Desenhar com carvão em folha A3 depois passar algodão.

DESENHAR A PARTIR DE UMA LINHA: Curva, Reta, Círculo, Triângulo

RECORTES E COLAGEM COM PAPEL ONDULADO.Dar o papel ondulado para eles recortar e colar,no dia seguinte pintar a folha toda.

GIZ DE CERA QUENTE.(muito cuidado )Esquentar o giz de cera e desenhar em uma sulfite

PINTURA COM AS PONTAS DOS DEDOS.Molhar as pontas dos dedos na tinta várias cores e tocar no papel.

FAZER DESENHOS COM TINTA E COMPLETAR COM LANTEJOULAS.

COM COLA PARA FAZER DESENHOS, ANTES DE SECAR JOGAR BROCAL COLORIDO.

COLAR VÁRIOS QUADRADOS DE DIVERSAS CORES, NO DIA SEGUINTE PASSAR TINTA .

DAR VÁRIOS TRIÂNGULOS PARA QUE ELES POSSAM CRIAR DESENHOS.

PINTURA COM PEDAÇO DE PANO. Fazer um chumaço de pano molhar na tinta e ir pintando o papel.

TINTAS A SEREM TRABALHADOS:Tinta a dedo, Tinta plástica, Lápis de cor, Cola, tesoura, Barbante, Giz, Carvão, Canetinha

TIPOS DE SUPORTES: Sulfite, Papel kraft, Cartolina, Laminado, Camurça, Color-set, Lixa, Odulado, Dobradura

1 - desenho com vela (desenha c/ vela e depois passa tinta guache ou anilina para o desenho aparecer;

2 - pintura soprada: despeje guache diluída em um pouco de água sobre o papel. Com um canudo, peça que soprem nas direções que desejarem. É interessante usar mais de uma cor, para que eles soprem uma sobre a outra. O resultado é bem legal.

3 - pintura escorrida: com anilina ou guache diluída em água, pedir que virem os cadernos ou folhas para vários lados a fim que a tinta escorra pelo papel , criando efeitos.

4 - Pintura com giz colorido embebido em cola.

5 - Pintura surpresa: colar pedaços de fita crepe em partes da folha como queira (algumas crianças gostam de montar a letra de seu nome). Pintar toda a folha com guache das cores que preferir. Depois de seco, retirar as fitas. Onde havia fita, estará em branco, causando um efeito interessante.

6 - Pintura com canetinha e água sanitária: As crianças devem usar luvas e aventais. Pintar ou desenhar livremente com canetinha (de preferência canetão). Depois, embeber cotonete em um pouco de água sanitária e ir fazendo os traços que desejar (ela apaga a canetinha).

7 - Pintura com barbante: molhar barbante em tinta plástica ou guache e pedir que encostem o barbante na folha em várias direções, segurando as duas pontas.

8 - Carimbo com legumes são interessantes, principalmente o pimentão.

Postado por roberta

domingo, 25 de abril de 2010

DIA DAS MÃES - 16 IDÉIAS DE DINÂMICAS, JOGOS E PRESENTES PARA COMEMORAR A DATA E TRAZER A FIGURA MATERNA PARA A ESCOLA-PROJETO DIA DAS MÃES.


MÃE É MÃE, SEJA DE SANGUE OU DE CORAÇÃO.

DIA DAS MÃES É SINÔNIMO DE FESTAS, HOMENAGENS, CONFECÇÃO DE PRESENTES E APRESENTAÇÕES NA ESCOLA. DIAS ANTES, AS CRIANÇAS GERALMENTE ELABORAM, COM OS PROFESSORES, OS CONVITES PARA O GRANDE DIA. PORÉM, SERÁ QUE OS EDUCADORES SE LEMBRAM DE QUE NEM TODOS OS ALUNOS POSSUEM MÃE? OU, PELO MENOS, MÃE BIOLÓGICA?



ESPECIALMENTE NESSA ÉPOCA DO ANO, É MUITO IMPORTANTE TRABALHAR ESSE TEMA DE FORMA AMPLA, SEM PRECONCEITOS OU COMENTÁRIOS QUE POSSAM SER MAL INTERPRETADOS. AFINAL, NAS FAMÍLIAS DA SOCIEDADE ATUAL, MUITAS VEZES O PAPEL DE MÃE É DESEMPENHADO PELO PAI, PELA AVÓ, PELO IRMÃO, PELO AMIGO, PELA VIZINHA... CABE AO EDUCADOR VALORIZAR A FIGURA MATERNA, SEJA ELA QUEM FOR. É FUNDAMENTAL PERMITIR QUE OS PEQUENOS TRAGAM TAIS PESSOAS PARA A FESTA DE DIA DAS MÃES NA ESCOLA. PARA ISSO, TAMBÉM É PRECISO ABORDAR ESSA QUESTÃO PREVIAMENTE EM SALA DE AULA, PARA QUE AS CRIANÇAS ENTENDAM E RESPEITEM OS COLEGUINHAS QUE ESTIVEREM ACOMPANHADOS DE OUTRAS PESSOAS QUE NÃO A MÃE BIOLÓGICA.


FAÇA A DIFERENÇA!

FERNANDA MONTANO.

PROJETOS ESCOLARES

UMA DATA PRA LÁ DE ESPECIAL


\VALORIZE A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NO APRENDIZADO INFANTIL, ESTIMULANDO A INTERAÇÃO POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS E DINÂMICAS.


CONVERSANDO SOBRE MÃES


EIXO TEMÁTICOS: NATUREZA E SOCIEDADE; LINGUAGENS ORAL E ESCRITA; ARTES VISUAIS; IDENTIDADE E AUTONOMIA; MOVIMENTO.


OBJETIVOS: TRABALHAR A AFETIVIDADE E A INTERAÇÃO SOCIAL; COMPREENDER AS DINÂMICAS E AS ESTRUTURAS FAMILIARES POR MEIO DO SIMBÓLICO E DO LÚDICO; VALORIZAR A FIGURA MATERNA.


IDADE: A PARTIR DE 3 ANOS.


COLOCANDO EM PRÁTICA:


DIRECIONE OS DIÁLOGOS SOBRE A FIGURA MATERNA PERMITINDO QUE OS ALUNOS TRAGAM AS INFORMAÇÕES DE ACORDO COM SEUS CONHECIMENTOS. LEVE-OS A PERCEBER QUE NEM SEMPRE É A MÃE QUE CUIDA DAS CRIANÇAS. MUITAS VEZES, ESSES CUIDADOS SÃO RELEGADOS À AVÓ, À TIA, À VIZINHA E ATÉ À IRMÃ MAIS VELHA, ALÉM DOS CASOS NOS QUAIS A FIGURA MASCULINA, COMO TIO, AVÔ, IRMÃO OU VIZINHO FAZ ESSE PAPEL.


FAÇA OS REGISTROS DOS DIÁLOGOS E PRODUZA UMA LISTA COM OS NOMES DAS MÃES. EM OUTRO MOMENTO, TRABALHE ESSA LISTAGEM COM OS ALUNOS, QUESTIONANDO-OS SOBRE A QUANTIDADE DE LETRAS DOS NOMES, QUAL A PRIMEIRA E A ÚLTIMA E QUAIS PALAVRAS SÃO IGUAIS OU PARECIDAS.


JOGO DOS NOMES

MATERIAIS: LÁPIS PRETO, FOLHAS DE PAPEL SULFITE TAMANHO A4, RÉGUA, SACO DE TNT OU CAIXA DE PAPELÃO PEQUENA, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.

COLOCANDO EM PRÁTICA:

AUXILIE AS CRIANÇAS A TRAÇAR, COM AJUDA DE UMA RÉGUA, DEZ RETÂNGULOS EM PAPEL SULFITE. RECORTE-OS E ORIENTE OS ALUNOS A ESCOLHER DEZ NOMES DA LISTA FEITA NA ATIVIDADE ANTERIOR E ESCREVÊ-LOS NESSES PEDAÇOS DE PAPEL.

RE-ESCREVA TODOS OS NOMES LISTADOS EM PEQUENOS RETÂNGULOS DE PAPEL SULFITE DE 2X8CM, DOBRE-OS E COLOQUE-OS EM UM SACO DE TNT OU EM UMA CAIXA DE PAPELÃO PEQUENA. UM ALUNO POR VEZ DEVE RETIRAR UM PEPEL DO SAQUINHO E, COM SUA AJUDA, FAZER A LEITURA DO NOME. DEIXE, ENTÃO, QUE TODOS VERIFIQUEM SE A PALAVRA LIDA FAZ PARTE DA SUA LISTA INDIVIDUAL. EM CASO POSITIVO, O ALUNO DEVE RISCÁ-LO COM UM "X". DO CONTRÁRIO, AGUARDA O PRÓXIMO NOME SORTEADO. O JOGO PROCEDE DA MESMA FORMA. GUANHA QUEM RISCAR PRIMEIRO TODOS OS NOMES DA SUA LISTA.

AJUDANTE:


MATERIAIS: FOLHAS DE PAPEL SULFITE TAMANHO A4, LÁPIS DE COR.



COLOCANDO EM PRÁTICA:



REÚNA AS CRIANÇAS E QUESTIONE-AS SOBRE AS COISAS QUE ELAS PODEM FAZER SOZINHAS, AS QUE DEVEM FAZER COM AJUDA DE OUTRAS PESSOAS E AS QUE NÃO PODEM SER FEITAS POR ELAS.



APÓS REGISTRAR ESSAS INFORMÇÕES, PERMITA-LHES QUE FALEM COMO AJUDAM AS MAMÃES EM CASA. PEÇA-LHES QUE DESCREVAM SUAS ATIVIDADES PARA QUE VOCÊ POSSA REGISTRÁ-LAS E ANOTÁ-LAS. EM SEGUIDA, SOLICITE QUE CASA CRIANÇA FAÇA UM DESENHO PARA REPRESENTAR A TAREFA QUE REALIZA PARA AJUDAR A MAMÃE. AS PRODUÇÕES DEVE COMPOR UM GRANDE MURAL.

GOSTOSURAS DA MAMÃE

MATERIAIS: CARTOLINA; COLA BRANCA; REVISTAS USADAS; TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.


COLOCANDO EM PRÁTICA:

ORIENTE OS ALUNOS A REALIZAR UMA PESQUISA COM A FAMÍLIA PARA QUE TRAGAM PARA A SALA DE AULA UMA RECEITA PREPARADA PELA MAMÃE OU PELA PESSOA QUE CUIDA DA CRIANÇA.


EM UMA RODA DE CONVERSA, LEIA COM A TURMINHA AS RECEITAS. REGISTRE OS DIÁLOGOS E APROVEITE A OPORTUNIDADE, POIS MUITOS QUESTIONAMENTOS PODEM SURGIR E SERVIR DE ORIENTAÇÃO PARA DIAGNÓSTICOS DE PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO E DE APRENDIZAGEM.


COM AS RECEITAS EM MÃOS, AJUDE OS ALUNOS A PREPARAR UM GRANDE LIVRO COLETIVO. PARA ISSO, AUXILIE-OS A FAZER A RE-ESCRITA COLETIVA DE CADA RECEITA EM METADE DE UMA CARTOLINA. TRABALHANDO UM TEXTO POR VEZ, PEÇA AOS ESTUDANTES QUE RECORTEM GRAVURAS DE REVISTAS E COLEM NAS PÁGINAS DO LIVRO PARA DECORÁ-LO. DEPOIS DE PRONTO, CADA ALUNO DEVE LEVÁ-LO PARA CASA. DETERMINE A QUANTIDADE DE DIAS QUE CADA CRIANÇA FICARÁ COM O MATERIAL, EXPLICANDO-LHES OS CUIDADOS NECESSÁRIOS.


A CADA RETORNO, REÚNA A TURMA PARA QUE DESCREVAM AS RECEITAS REALIZADAS, EM CASA, PELAS MAMÃES OU PELAS PESSOAS QUE CUIDAM DELAS.


MÃES DE VOLTA À INFÂNCIA


COLOCANDO EM PRÁTICA


CONVIDE AS MÃES (OU A PESSOA QUE REPRESENTA TAL PAPEL) A PASSAR UM DIA NA ESCOLA COM SEUS FILHOS, FAZENDO TUDO O QUE ELES FAZEM NA ROTINA ESCOLAR. SOLICITE-LHES QUE USEM ROUPAS CONFORTÁVEIS, LEVEM LANCHE (SE NÃO PUDER SER FORNECIDO PELA ESCOLA), ESCOVA DE DENTE, COPINHO PLÁTICO, TOALHINHA E TUDO O QUE AS CRIANÇAS USAM DIARIAMENTE. SE FOR DIA DE LEVAR UM BRINQUEDO, PEÇA QUE ELAS TAMBÉM LEVEM UM.

DENTRO DO POSSÍVEL, TENTE PREPARAR AS ATIVIDADES O MAIS PRÓXIMO DAS REALIZADAS PELAS CRIANÇAS, COMO A HORA DE CONTAR HISTÓRIAS, A RODA DE CONVERSA, AS BRINCADEIRAS, ETC.


ORIENTE A TURMINHA A AUXILIAR AS MAMÃES NAS SUAS DIFICULDADES. AO FINAL DO DIA, REÚNA TODOS PARA UMA CONVERSA E PERGUNTE, TANTO PARA AS CRIANÇAS QUANTO PARA AS MÃES, O QUE ACHARAM E COMO SE SENTIRAM. FAÇA A ANOTAÇÃO DOS COMENTÁRIOS, FOTOGRAFE E, SE POSSÍVEL, FILME TODO O DECORRER DO DIA. ENTÃO, MONTE UM MURAL COM AS FOTOS E COMENTÁRIOS SOBRE A ATIVIDADE E MANTENHA EXPOSTO DURANTE O MÊS.

MÃE EM CONTO

MATERIAIS: FOLHAS DE PAPEL SULFITE BRANCO, TAMANHO A4, LÁPIS DE COR OU CANETINHAS COLORIDAS.



COLOCANDO EM PRÁTICA

CONTE A HISTÓRIA DA CHAPEUZINHO VERMELHO EM UMA RODA DE CONVERSA. EM SEGUIDA, SOLICITE QUE AS CRIANÇAS DESCREVAM A MÃE DA PERSONAGEM DA HISTÓRIA E O QUE ELA QUERIA QUE A FILHA FIZESSE, QUAIS FORAM AS ORIENTÃÇÕES, COMO ERA ESSA CASA, QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DO LOBO, O QUE FAZ UM CAÇADOR E ONDE ELE TRABALHA.


FAÇA O PAPEL DE ESCRIBA E, COM AS CRIANÇAS, RECRIE A HISTÓRIA DA CHAPEUZINHO VERMELHO, FAZENDO UM LIVRO COLETIVO COM DESENHOS QUE POSSAM REPRESENTAR CADA MOMENTO DA HISTÓRIA. FORME UM GRUPO DE CRIANÇAS PARA CONTAR A HISTÓRIA PARA AS OUTRAS SALAS. TRABALHE, TAMBÉM, OS CONTOS NOS QUAIS AS PRINCESAS NÃO TÊM MÃES, COMO A BRANCA DE NEVE, LEVANDO, COM CUIDADO, ESSA QUESTÃO À SALA. NESSE MOMENTO, FALE DA IMPORTÂNCIA DA FIGURA MATERNA, INCLUINDO A MÃE ADOTIVA.


LEMBRANÇAS PARA A MAMÃE

CORAÇÕES MENSAGEIROS

MATERIAIS: COLA BRANCA, PAPEL LUMINI DE TRÊS CORES DIFERENTES, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.



PASSO-A-PASSO FEITO PELO EDUCADOR E PELOS ALUNOS

1- RECORTE UM QUADRADO DE PAPEL LUMINI COM 10CM DE LADO E DOBRE-O NA DIAGONAL.


2- ABRA-O E DOBRE-O NOVAMENTE, NA OUTRA DIAGONAL. O PAPEL FICARÁ COM QUATRO MARCAÇÕES.

3- DOBRE UMA DAS PONTAS ATÉ A MARCAÇÃO CENTRAL.

4- DOBRE A PONTA OPOSTA ATÉ EM CIMA, COBRINDO A DOBRA FEITA ANTERIORMENTE.

5- DOBRE AS DUAS PONTAS LATERAIS PARA CIMA.


6- FAÇA UMA PEQUENA DOBRA EM CADA UMA DAS PONTAS, PARA FORMAR O CORAÇÃO.

7- REPITA OS PROCEDIMENTOS COM UM QUADRADO DE PAPEL LUMINI COM 6CM DE LADO. COLE O CORAÇÃO MENOR SOBRE O MAIOR.

8- RECORTE UM RETÂNGULO DE PAPEL LUMINI COM 18X10CM E DOBRE-O AO MEIO, NO SENTIDO MAIOR. COLE A DOBRADURA SOBRE O CARTÃO PARA FINALIZAR.



COLOCANDO EM PRÁTICA


ORIENTE AS CRIANÇAS A FAZER A DOBRADURA DE CORAÇÃO CONFORME ORIENTAÇÕES DO PASSO-A-PASSO E SOLICITE-LHES QUE ESCREVAM OU DESENHEM UMA MENSAGEM PARA A MAMÃE NA PARTE INTERNA DO CARTÃO, AUXILIANDO-AS NA ESCRITA, SE NECESSÁRIO. FINALIZE O CARTÃO, PEDINDO QUE OS ALUNOS COLEM O CORAÇÃO DE DOBRADURA NA CAPA.


CARTÃO COM FLORES SECAS


MATERIAIS: COLA BRANCA, FLORES SECAS, FOLHAS DE PAPEL SULFITE BRANCO, TAMANHA A4, PAPEL-CARTÃO, PAPEL COLOR SET, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.



PASSO-A-PASSO FEITO PELO EDUCADOR E PELOS ALUNOS


1- CORTE UM CÍRCULO DE PAPEL COLOR SET COM 8CM DE DIÂMETRO. COLE SOBRE ELE UM RAMINHO DE FLORES SECAS, QUE AS CRIANÇAS LEVARAM PARA A ESCOLA.


2- CORTE UM RETÂNGULO DE PAPEL - CARTÃO COM 12X24 CM E DOBRE-O AO MEIO, NO SENTIDO DO TAMANHO MAIOR. NA PARTE INTERNA, COLE UM QUADRADO DE PAPEL SULFITE BRANCO, ONDE AS CRIANÇAS ESCREVERÃO UMA MENSAGEM PARA A MAMÃE.

3- NA PARTE FRONTAL, AO CENTRO, COLE A PEÇA FEITA NO PRIMEIRO PASSO. VOCÊ TAMBÉM PODE CRIAR VARIAÇÕES DE MODELOS.


COLOCANDO EM PRÁTICA


UM MÊS ANTES DA ATIVIDADE, SOLICITE QUE AS CRIANÇAS LEVEM À ESCOLA FLORZINHAS PARA SEREM COLOCADAS DENTRO DE UM LIVRO, PARA QUE ELAS SEQUEM. MOSTRE PARA AS CRIANÇAS TODO O PROCESSO E COMO AS FLORES FICARAM. NO DIA PREVISTO PARA A ATIVIDADE, DISTRIBUA UM RAMINHO PARA CADA ALUNO E ORIENTE-OS NO PASSO-A-PASSO. EM SEGUDA, AUXILIE AS CRIANÇAS A ESCREVER UMA MENSAGEM PARA A MAMÃE E DEIXE QUE ELAS LEVEM O CARTÃO PARA CASA PARA PRESENTEAR SUAS MÃES OU RESPONSÁVEIS.

JOGO DOS CORAÇÕES

MATERIAIS: CAIXAS DE FÓSFOROS VAZIAS, CAIXA DE PAPELÃO QUADRADA, COLA BRANCA, CORAÇÕES COLORIDOS (PRONTOS NA FOLHA DE MOLDES), FITA ADESIVA, LÁPIS DE COR, PAPEL COLOR SET AMARELA, AZUL, VERDE E VERMELHO, PAPEL-CARTÃO, PAPEL KRAFT, PINCÉIS, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA, TINTAS GUACHE.


COLOCANDO EM PRÁTICA


AJUDE AS CRIANÇAS A MONTAR UM DADO, ENCAPADO A CAIXA DE PAPELÃO COM O PAPEL KRAFT DEPOIS DE FECHAR A CAIXA COM A FITA ADESIVA, SE NECESSÁRIO. APROVEITE A OPORTUNIDADE PARA ESTIMULAR A CRIATIVIDADE DOS PEQUENOS. PARA ISSO, DIVIDA-OS EM PEQUENOS GRUPOS E ENTREGUE-LHES OS PINCÉIS E AS TINTAS GUACHE PARA QUE CADA EQUPE PINTE UMA FACE DO DADO. ORIENTE-OS A ESCREVER O NÚMERO CORRETO QUE CADA LADO REPRESENTARÁ OU DEIXE QUE RECORTEM OS NÚMEROS EM REVISTAS.


APÓS ESSE MOMENTO, MULTIPLIQUE OS CORAÇÕES GRANDES E PEQUENOS (DISPONÍVEIS NA FOLHA DE MOLDES). COLE-OS EM PAPEL-CARTÃO E RECORTE-OS. PARA CADA GRUPO DE CRIANÇAS, ENCAPE QUATRO CAIXAS DE FÓSFOROS COM O PAPEL COLOR SET, SENDO UMA COR PARA CADA, ENTRE AZUL, VERDE, VERMELHO E AMARELO. ALÉM DAS CAIXAS DE FÓSFOROS ENCAPADAS, CADA EQUIPE DEVE RECEBER UM KIT DESSE MATERIAL. DEPOIS QUE CADA CRIANÇA, DE CADA GRUPO, ESCOLHER SUA COR, O JOGO PODE SER INICIADO. O SORTEADO PARA COMEÇAR A BRINCADEIRA JOGA O DADO. A QUANTIDADE INDICADA NA FACE VIRADA PARA CIMA É O NÚMERO DE CORAÇÕES PEQUENOS, DA COR ESCOLHIDA NO INÍCIO DA BRINCADEIRA, QUE O JOGADOR DEVERÁ PEGAR E GUARDAR EM SUA CAIXINHA. APÓS ALGUMAS RODADAS, ORIENTE OS ALUNOS A FAZER A CONTAGEM DOS CORAÇÕEZINHOS DE SUAS CAIXINHAS. CADA DEZ CORAÇÕES PEQUENOS VALEM UM GRANDE. DETERMINE A QUANTIDADE DE RODADAS ADEQUADA PARA QUE AS CRIANÇAS NÃO FIQUEM ENFADADAS COM A BRINCADEIRA. O IMPORTANTE É QUE OS ESTUDANTES LEVANTEM HIPÓTESES, CONSTRUAM SEUS RACIONCÍNIOS E DIVIRTAM-SE.


MOLDES:

JOGO DAS TRÊS FASES

MATERIAIS: CARTAS COM ILUSTRAÇÕES DOS NÚMEROS E SUA REPRESENTAÇÃO EM LIBRAS (PRONTAS NA FOLHA DE MOLDES), COLA BRANCA, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.

COLOCANDO EM PRÁTICA

PARA UTILIZAR A LIBRA COMO RECURSO DIDÁTICO DIFERENCIADO, PARA ENRIQUECIMENTO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO LÓGICO-MATEMÁTICO, MULTIPLIQUE AS 21 CARTAS, QUE POSSUEM TRÊS ESPAÇOS DISTINTOS: A REPRESENTAÇÃO DO NÚMERO EM LIBRAS, O NÚMERO, E UMA LACUNA EM BRANCO, BEM COMO O OUTRO GRUPO DE CARTINHAS QUE SE ENCAIXAM NESSA TERCEIRA COLUNA EM BRANCO, CONTENDO ILUSTRAÇÕES DE CORAÇÕES NAS QUANTIDADES CORRESPONDENTES. ORGANIZE AS CRIANÇAS EM DUPLAS OU EM PEQUENOS GRUPOS E APRESENTE AS CARTAS, UMA A UMA, MOSTRANDO A REPRESENTAÇÃO EM LIBRAS. EM SEGUIDA, ORIENTE-AS A FAZER A CORRESPONDÊNCIA DOS NÚMEROS, ENCAIXANDO AS CARTINHAS NAS COLUNAS CORRETAS. APÓS APRENDEREM O SINAL DE CADA NUMERAL EM LIBRAS, DESAFIE AS CRIANÇAS A CRIAR REGRAS PARA O JOGO.



MOLDES

GINCANA DA FAMÍLIA

MATERIAIS: CARTOLINA OU PAPEL KRAFT, TIRAS DE PANO TNT, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.

PROPORCIONE UM MOMENTO ALEGRE DE DESCONTRAÇÃO E INTERAÇÃO ENTRE AS CRIANÇAS E SUAS MÃES OU SEUS REPRESENTANTES. DIVIDA AS MÃES E SEUS FILHOS EM EQUIPES, SEPARANDO OS GRUPOS POR CORES. PARA IDENTIFICAR CADA TIME, FAÇA TIRAS DE PANO TNT NAS CORES QUE OS REPRESENTAM E AMARRE-AS NOS PULSOS DOS PARTICIPANTES. PREPARE, TAMBÉM, UM PLACAR EM CARTOLINA OU PAPEL KRAFT, PARA MARCAR A PONTUAÇÃO DA EQUIPES.

OLHA A TORRE

MATERIAIS: CAIXAS DE LEITE VAZIAS, CD MUSICAL, COLA BRANCA, PAPEL COLOR SET, RÁDIO PORTÁTIL, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.

COLOCANDO EM PRÁTICA
MAIS ALUNS PARES DE MÃES E FILHOS DEVEM SER SEPARADOS PARA ESSA ATIVIDADE. ENCAPE NO MÍNIMO TRÊS GRUPOS DE VINTE CAIXAS DE LEITE OU DE PAPELÃO QUE TENHA UM TAMANHO PARECIDO, IDENTIFICANDO CADA CONJUNTO COM UMA COR DIFERENTE. PROVIDENCIE UM RÁDIO PORTÁTIL E UM CD COM MÚSICAS APROPRIADAS. MISTURE TODAS AS CAIXAS E COLOQUE-AS NO CHÃO PARA QUE CADA DUPLA DE MÃE E FILHO, REPRESENTE DE UMA EQUIPE, SEPARE UMA COR DE CAIXA, COMBINADA ANTES DO INÍCIO DA BRINCADEIRA. COLOQUE UMA MÚSICA PARA TOCAR E, ENQUANTO ISSO, AS DUPLAS DEVEM IR MONTANDO UMA TORRE, O MAIS RÁPIDO E ALTO QUE CONSEGUIREM. DEPOIS DE POUCOS MINUTOS, DESLIGUE A MÚSICA. A DUPLA QUE CONSEGUIR FAZER A TORRE MAIS ALTA, SEM DEIXÁ-LA CAIR, DURANTE O TEMPO EM QUE A MÚSICA ESTIVER TOCANDO, SERÁ A GANHADORA.

MÃE POR UM DIA

MATERIAIS: ELÁSTICO E PRESILHAS DE CABELO, GUARDANAPOS, MINGAU OU PAPINHA, PENTES PARA CABELO, PRATOS E TALHERES PLÁSTICOS, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA, PANO TNT.

COLOCANDO EM PRÁTICA

ESCOLHA OUTRAS DUPLAS DE MÃES E FIHOS PARA REPRESENTAR AS EQUIPES. CONFECCIONE UM BABADOR, COM UM PEDAÇO DE PANO TNT, PARA CADA MÃE. PEÇA-LHES QUE SE SENTEM EM UMA ALTURA FAVORÁVEL PARA AS CRIANÇAS E ORIENTE CADA ALUNO A COLOCAR O BABADOR EM SUA MÃE OU REPRESENTANTE, AJEITÁ-LO NA MESA E LHE DAR COMIDA NA BOCA, CUIDANDO PARA QUE A MAMÃE COMA TUDO E NÃO SE ESQUECENDO DE LIMPAR SUA BOCA, QUANDO NECESSÁRIO. APÓS ESSA ETAPA, AS CRIANÇAS DEVEM RETIRAR O BABADOR, PENTEAR E ENFEITAR OS CABELOS DA MAMÃE COM OS ELÁTICOS E PRESILHAS. VENCE A EQUIPE QUE CUMPRIR PRIMEIRO TODA A TAREFA.


DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

MATERIAIS: BARBANTE OU FITA DE CETIM FINA; CAIXA DE PAPELÃO, COLA BRANCA, CORAÇÕES (PRONTOS), FITA ADESIVA, FURADOR DE PAPEL, LÁPIS PRETO, PAPEL COLOR SET, PAPEL KRAFT, TESOURA COM PONTA ARRREDONDADA.

COLOCANDO EM PRÁTICA

PARA REALIZAR ESSA BRINCADEIRA, RECORTE UM CORAÇÃO EM PAPEL KRAFT, NO TAMANHO EQUIVALENTE A CERCA DE QUATRO FOLHAS DE PAPEL KRAFT OU NO TAMANHO QUE ACHAR ADEQUADO PARA A SALA, FIXE-O NA PAREDE, PRÓSIMO AO LOCAL ESCOLHIDO PARA A ATIVIDADE.

ALGUNS DIAS ANTES, DISTRIBUA PARA AS CRIANÇAS DOIS PEDAÇOS DE PAPEL SULFITE, NO TAMANHO DE 3X6 CM, E ORIENTE-AS A ESCREVER O SEU NOME EM UM DOS PAPÉIS, E O NOME DE SEU PARCEIRO DE DUPLA (MÃE OU RESPONSÁVEL) NO OUTRO. SEPARE ALGUNS PAPEIZINHOS EM BRANCO PARA O DIA DA ATIVIDADE, CASO SEJA NECESSÁRIO QUE ALGUMA CRIANÇA FAÇA OUTRO CARTÃO.

EM SEGUIDA, COM O FURADOR DE PAPEL, FAÇA UM ORIFÍCIO EM UMA DAS EXTREMIDADES DE CADA CARTÃO. ENTREGUE AOS ALUNOS UM PEDAÇO DE FITA DE CETIM FINA, OU BARBANTE, COM 25 CM DE COMPRIMENTO, E ORIENTE-OS A PASSÁ-LA PELOS FUROS, AMARRANDO UM CARTÃO EM CADA PONTA. SOLICITE-LHES QUE FINALIZEM, DANDO UM LAÇO NA PARTE CENTRAL DA FITA OU DO BARBANTE, FICANDO, ASSIM, OS CARTÕES PENDURADOS NAS PONTAS.

MULTIPLIQUE OS CORAÇÕES (DISPONÍVEIS NA FOLHA DE MOLDES), CORTE-OS AO MEIO, SEGUINDO A LINHA DESENHADA, E COLOQUE-OS EM UMA CAIXA DE PAPELÃO ENCAPADA COM PAPEL KRAFT E DECORADA. PREPARADOS OS MATERIAIS, DÊ INÍCIO AO JOGO: PEQUENOS GRUPOS POR VEZ DEVEM PROCURAR AS DUAS METADES COMPATÍVEIS DO SEU CORAÇÃO E ENCAIXÁ-LAS, PERFEITAMENTE. QUANDO ENCONTRAR O CORAÇÃO POR INTEIRO, AS DUPLAS DEVEM COLÁ-LO DENTRO DO CORAÇÃO, PARA IDENTIFICAR A PEÇA. SOLICITE ÀS MÃES QUE ESCREVAM UMA ÚNICA PALAVRA NESSE ESPAÇO, EXPRESSANDO SEU SENTIMENTO, COMO ALEGRIA, AMOR, GRATIDÃO, ETC, E DEIXE O TRABALHO EXPOSTO DURANTE TODO O MÊS DE MAIO. AO FINAL, DÊ OS CORAÇÕEZINHOS PARA AS CRIANÇAS LEVAREM PARA CASA E GUARDAREM DE RECORDAÇÃO.

MOLDE
SAPATOS MISTURADOS

MATERIAIS: CAIXA DE PAPELÃO, COLA BRANCA, PAPEL KRAFT, TESOURA COM PONTA ARREDONDADA, VENDA PARA OS OLHOS.

COLOCANDO EM PRÁTICA

ENCAPE UMA CAIXA DE PAPELÃO NÃO MUITO GRANDE COM PAPEL KRAFT, OU OUTRO PAPEL DE SUA PREFERÊNCIA, E SEPARE UMA DUPLA DE MÃE E FILHO PARA REPRESENTAR CADA EQUIPE. SOLICITE QUE CADA MÃE RETIRE OS SAPATOS DE SEU FILHO E OS COLOQUE DENTRO DA CAIXA, QUE DEVE SER CHACOALHADA, PARA MISTURAR OS CALÇADOS. FEITO ISSO, DE OLHOS VENDADOS, AS MÃES DEVEM PROCURAR O PAR DE SAPATOS DE SEU FILHO E CALÇÁ-LOS NA CRIANÇA, QUE DEVE ESTAR SENTADA. AS MÃES PODEM SER AUXILIADAS A ENCONTRAR A CAIXA E DEPOIS SEUS FILHOS. VENCE A EQUIPE CUJA MÃE COLOCAR PRIMEIRO OS SAPATOS CORRETAMENTE, NA CRIANÇA.

MONTANDO PALAVRAS

MATERIAIS: CAIXAS DE FÓSFOROS VAZIAS, COLA BRANCA, PAPEL COLOR SET DE DIVERSAS CORES, RISCOS DAS SÍLABAS (PRONTAS), TESOURA COM PONTA ARREDONDADA.

COLOCANDO EM PRÁTICA

MULTIPLIQUE AS PALAVRAS DISPONÍVEIS NA FOLHA DE MOLDES E COLE CADA UMA DAS SÍLABAS EM UMA CAIXINHA DE FÓSFOROS, PREVIAMENTE ENCAPADA COM PAPEL COLOR SET. CADA TRÊS PALAVRAS DEVEM SER COLADAS EM CAIXINHAS DA MESMA COR. SEPARE NOVOS PARES DE MÃES E FILHOS PARA REPRESENTAR AS EQUIPES E ENTREGUE UM CONJUNTO DE PALAVRAS PARA CADA, ORIENTANDO-OS, EM SEGUIDA, A ORDENAR DE MANEIRA CORRETA AS SÍLABAS PARA COMPOR AS PALAVRAS. VENCE A EQUIPE QUE MONTAR AS PALAVRAS PRIMEIRO.

MOLDES

MURAL COLETIVO

MATERIAIS: CANETINHAS COLORIDAS, COLA BRANCA, FITA ADESIVA, GIZES CERA, LANTEJOULAS, PAPEL KRAFT, PEDAÇOS DE PAPEL COLORIDOS, RETALHOS DE TECIDO, TINTAS GUACHE.

COLOCANDO EM PRÁTICA

FIXE CERCA DE DEZ FOLHAS DE PAPEL KRAFT NA PAREDE E DISTRIBUA OS DEMAIS MATERIAIS PARA QUE AS CRIANÇAS E SEUS ACOMPANHANTES, CONJUNTAMENTE, EXPRESSEM COMO FOI PARA ELES ESSE DIA. O MURAL SERÁ O SÍMBOLO DESSES MOMENTOS DE DESCONTRAÇÃO E ALEGRIA E DEVE FICAR EXPOSTO DURANTE TODO O MÊS DAS MÃES.

FINALIZE ESSE GRANDE ENCONTRO COM UM CHÁ COM BOLO PARA AS MAMÃES (SOLICITE QUE AS FAMÍLIAS TRAGAM UM PRATO PARA A OCASIÃO). SE POSSÍVEL O CHÁ OU SUCO PODEM SER OFERECIDOS PELA ESCOLA. NESSE MOMENTO, FAÇA TAMBÉM A ENTREGA DAS LEMBRANCINHAS PREPARADAS PELAS CRIANÇAS PARA AS SUAS MÃES.

fonte: projetos escolares - n.48. e(http://amigasdaedu.blogspot.com/2010/04/dia-das-maes-16-ideias-de-dinamicas.html)
Projeto História em Quadrinho!!!!!



Introdução:

As histórias em quadrinho da Turma da Mônica conhecidas conhecidas pelo público infantil e podem ser usadas em sala de aula para trabalhar diferentes temas transversais e conteúdos. Como os personagens também são crianças, é esperado que os alunos se identifiquem com algum deles. Neste trabalho iremos usar a Mônica, o Cebolinha, a Magali, o Cascão e o Chico Bento como personagens centrais para trabalhar temas transversais com as crianças, não excluindo os demais.


Justificativa

O presente trabalho tem por objetivo transformar o trabalho do professores em sala de aula de em uma maneira lúdica e prazerosa, no sentido de desperta para novas técnicas em relação ao processo de desenvolvimento cognitivo do educando, levando a uma prática produtiva para a vida cotidiana, provocando produção de conhecimento e conceitos consolidados como conhecimento novo.


Objetivo

Levar o aluno a conhecer um outro tipo de discurso, a história em quadrinhos, ajudando-os também a distinguir a fala dos personagens da fala do narrador

Construir uma história em quadrinhos a partir de parâmetros adquiridos nos estudos anteriores.


 (Perfil da Turma)

Alunos do 1º Ano – (Alfabetização - de 6 anos)

Número de Aulas

10 aulas ou mais- Sendo que 2 ou 3 por semana, dependendo do interesse dos alunos


Estratégia:

Conversa com todo grupo sobre o que é uma história em quadrinhos e quais as favoritas de cada um
Leitura individual de uma tirinha da turma da Mônica
Trabalho com a leitura em voz alta
Interpretação da seqüência dos quadrinhos e discussão sobre a diferença entre um texto composto basicamente por diálogos e textos narrativos
Escolha do personagem favorito


Recursos de Ensino:

Começar o projeto com um estudo sobre a vida e obra do autor Mauricio de Souza.
Cartaz da Turma da Mônica.
Fazer uma sessão de cinema e passar o DVD da Turma da Mônica (Paramount Pictures.)
Disponibilizar gibis para as crianças folhearem e lerem.
Todos os dias ler uma história da Turma da Mônica para a turma e discutir com eles quais temas que ela aborda
Confeccionar um bichinho de estimação da Mônica para as crianças e colocar no palito
Colorir boneco do cebolinha
Levantamento dos nomes de personagens com uso de cartazes, ou seja, uso do ambiente alfabetizador para consulta
Propostas de caça-palavras, palavras cruzadas, ditado e leitura dos nomes dos personagens
Pesquisar sobre os tipos gráficos de balões onde estão escritos os textos: cada criança com um gibi em mãos, deverá registrar em sua folha aqueles encontrados
Escrita espontânea de uma história em quadrinhos e nomes de personagens
CD Música da Turma da Mônica

Conteúdos:
-Linguagem:

Análise fonológica (contagem de sílabas, primeira sílaba, dissílaba, monossilabas...), escrita espontânea, formação de palavras, frases e textos apartir de figuras, textos coletivos.
-Estudos Sociais (Sociedade)

Diferenças entre Zona Urbana e Zona Rural e as diferenças sociais com o Chico Bento

-Ciências (Natureza)

Reconhecer que a higiene corporal é um fator para o bem estar e para a convivência social com o Cascão

-Matemática- Tratamento de Informações:
Fazer a contagem e o grafico dos persongens principais que eles mais gostaram.

Incentivos:
Lembrancinhas em palitinhos;
Pinturas,
Máscaras,
Calendário para colorir,
Adesivos para cadernos,
Incentivos para cadernos
Cartazes de Combinados, regras de convivência

terça-feira, 20 de abril de 2010

LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO:

1.1 O que significa alfabetizar?
É tomar o indivíduo capaz de ler e escrever. A alfabetização se ocupa da aquisição da escrita, por um indivíduo ou grupo de indivíduos. É o processo pelo qual se adquire o domínio de um código e das habilidades de utiliza-lo para ler e escrever, ou seja: o domínio da tecnologia, técnicas para exercer a arte e ciência da escrita.
1.2 O que significa letrar?
É o resultado da ação de ensinar e aprender as práticas sociais e da escrita, ou seja um conjunto de práticas sociais, que usam a escrita, enquanto sistema simbólico, enquanto tecnologia, em contextos específicos da escrita denomina-se letramento que implica habilidades várias, tais como: capacidade de ler e escrever para atingir diferentes objetivos, permitir que o sujeito interprete, divirta-se, seduza sistematize, confronte, induza, documente, informe, oriente-se, reivindique, e garanta a sua memória, garantindo-lhe a sua condição diferenciada na relação com o mundo. Compreender o que se lê.
Na ambivalência dessa resolução conceitual, encontra-se o desafio dos educadores em face do ensino da língua escrita: o alfabetizar letrando. Desenvolvendo a necessidade de associar a teoria e prática.

1.3. Quando se pode dizer que uma criança ou um adulto estão alfabetizados?
Quando um indivíduo for capaz de ler e escrever fazendo uso da leitura e da escrita, não se tem idade ou tempo certo, pois passa por um processo de aprendizagem com o tempo vai adquirindo o domínio das habilidades e técnicas entre o sistema fonológico e sistema gráfico, estabelecendo uma relação construtivista com a língua escrita e seus usos em práticas sociais. A aquisição do sistema convencional da escrita, o aprender a ler como decodificação e a escrever como codificação, a alfabetização não precede o letramento, os dois processos são simultâneos.

1.4 Quando se pode dizer que são letrados?
Quando faz uso das habilidades de ler e escrever inserindo um conjunto de práticas sociais , não apenas no conhecimento das letras e do modo de associá-las, mas usar esse conhecimento em benefício de formas de expressão e comunicação, reconhecidas e necessárias em um determinado contexto cultural, letramento depende da alfabetização, ou seja da teroria e prática, pessoas letradas e não alfabetizadas mesmo incapazes de ler e escrever compreendem os papeis sociais da escrita distinguem gêneros ou reconhecem as diferenças entre a língua escrita e a oralidade

(http://www.webartigos.com/)